quinta-feira, 21 de julho de 2011

Microsoft admite que o Patriot Act pode obrigar a entregar dados dos seus serviços na Europa

No lançamento do Office 365, Gordon Frazer, managing director da Microsoft no Reino Unido, admitiu pela primeira vez que os dados guardados na cloud - independentemente de onde estiverem armazenados, não estão protegidos contra o acesso ao abrigo do Patriot Act dos EUA.

A pergunta:
“Pode a Microsoft garantir que os dados armazenados da União Europeia, armazenados em datacenters baseados na União Europeia, não sairão da União Europeia em nenhuma circunstância, mesmo que sejam solicitados ao abrigo do Patriot Act?"
Em resposta, Frazer explicou que, como a  Microsoft é uma companhia sediada nos EUA tem que cumprir as leis locais. Embora tenha afirmado que "os clientes serão informados sempre que possível", não pode garantir que isso acontecerá sempre, porque a companhia poderá ser proibida de o fazer. Em concreto, afirmou: "A Microsoft não pode fornecer tais garantias. Tal como nenhuma outra companhia."

Embora houvesse suspeitas desta situação há algum tempo, é a primeira vez que a Microsoft ou qualquer outra companhia, dá uma resposta deste teor.

Qualquer informação que seja alojada, armazenada ou processada por uma companhia dos EUA ou por uma companhia de outro país que seja totalmente controlada por uma empresados EUA está vulnerável à intercepção e inspecção pelas autoridades dos EUA.

Na semana passada, a Microsoft abriu o seu Online Services Trust Center que explicava em grande detalhe como os dados são geridos, manuseados e, se necessário, entregues às autoridades.

 (traduzido de um artigo no ZDnet e aplica-se, obviamente à Google, à Apple, ao Facebook, etc., etc., etc.)

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Crise da Dívida = Excesso de Outsourcing

O outsourcing é moda nas TI já há vários anos. No entanto, o excessivo nível de outsourcing pode deixar as organizações fragilizadas, na excessiva dependência dos seus fornecedores.

Assim como quem pede dinheiro emprestado. No inicio, é só facilidades. Depois os juros acumulam-se e quanto mais difícil se torma a situação, mais o credor aperta.

Afinal, o financiamento bancário não é mais do que o outsourcing do financiamento próprio, não é verdade?

As organizações que abusam do outsourcing deviam tirar algumas lições da crise da dívida. Um dia destes, a sua falta de capacidade interna para realizar as tarefas mais básicas pode acabar por lhes sair muito caro.

Não seria de esperar que as organizações mantivessem nas suas equipas, pelo menos, pessoal com capacidade para avaliar os fornecedores a quem subcontratam serviços? Ou pessoal para manter serviços mínimos caso um fornecedor abandone o mercado?

Lançamento do Java 7

Para quem anda distraído, recorda-se que o lançamento oficial da versão 7 da Plataforma Java está marcado para hoje, dia 7/7.

Pode ser acompanhado através de um webcast de 4,5 horas, no JAVA.NET.

Segue-se um resumo das principais melhorias.

Modularização

Foi feito um esforço em larga escala para fragmentar o Java SE em módulos mais pequenos, que possam ser instalados separadamente, à medida das necessidades da aplicação, para reduzir o tamanho do download inicial do runtime do Java e os tempos de arranque das aplicações.

Suporte multi-linguagem

Melhorias de compatibilidade entre o Java e várias linguagens dinâmicas, como Ruby e Python. Ver JSR 292a - InvokeDynamic".

Produtividade dos developers

Várias novas features para melhorar o desempenho de quem programa, como:
  • Project Coin: Pequenas mudanças na linguagem
  • Updates à concorrência e às Collections
  • JSR 308: Type Annotations para melhorar verificação de programas
  • JSR 203: Novo I/O, com uma verdadeira API para o filesystem

Desempenho

Duas novas features orientadas para o desempenho:
  • Compressed 64-bit object pointers
  • G1 Garbage Collector
O novo Garbage Collector (Garbage First - G1) é um GC com poucas pausas, "server-style", que eventualmente substituirá o CG Concurrent Mark-Sweep (CMS) garbage collector. As principais vantagens são a compactação incremental, melhor predictibilidade e maior facilidade de uso.


Resta saber que impacto terá esta release para a comunidade de desenvolvimento Java, já que em muitos sítios a release 6 ainda não foi adoptada.