terça-feira, 29 de julho de 2008

Uma nota sobre Randy Pausch, fundador do projecto Alice

Randy Pausch, fundador do projecto Alice, faleceu vítima de cancro no pâncreas com 47 anos de idade. Professor de Carnegie Mellon, deu a sua última aula em 17 de Setembro de 2007, quando os médicos já só lhe davam 3 a 6 meses de vida. Nas suas próprias palavras, o projecto Alice era a sua herança profissional.

O projecto Alice é uma forma inovadora de ensinar programação. É um ambiente de programação em 3D que facilita a criação de animações interactivas para contar histórias, jogar um jogo ou criar um um vídeo para partilhar na Internet. Alice é uma ferramenta de ensino para a introdução à programação. Usa gráficos 3D e um interface drag-and-drop para que o aluno tenha uma experiência de programação mais envolvente e menos frustrante. O objectivo do projecto Alice é revolucionar a forma como se ensina e aprende os conceitos básicos da programação. A equipa do projecto desenvolveu adicionalmente conteúdos para estudantes e professores, incluindo manuais, lições, bancos de testes, etc. (e a versão 3, que está na forja, será compatível com a plataforma Java).



Na imagem: screenshot do Alice 2.0


"A Última Aula" de Randy Pausch ficou famosa. Deu origem a um livro e foi amplamente divulgada na televisão. O tema foi "Como concretizar os sonhos de infância". É comovedora e surpreendentemente bem humorada (a confissão de "conversão no leito da morte" é só um exemplo). Segundo ele mesmo escreveu mais tarde, foi uma aula pensada para os seus filhos (de 2, 3 e 6 anos), mas acabou por ser uma inspiração para milhões através do Youtube. Pode ser encontrada por aí pesquisando "The Last Lecture".




No final do ano passado, pedi ao meu rapaz mais velho (na altura com 12 anos) para comparar 3 ambientes de aprendizagem de programação: o Phrogram (ex-KPL), o Scratch e o Alice. O Alice ganhou, de longe. Obrigado Randy.