quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Parasitagem (Proj. Lei 118 do P.S.)


Segundo a Bíblia, Jesus Cristo fez o milagre da multiplicação dos pães, alimentando, com apenas cinco pães e dois peixes, uma multidão de mais de cinco mil pessoas. Estas pessoas não tinham onde comer e nem comprar o alimento. Cristo, contando com a generosidade de um menino que lhe doou os pães e os peixes, pôde alimentá-las e ainda sobraram doze cestos cheios. [adap. daqui]

Segundo o Partido Socialista, de acordo com a lógica que pretende impor através do Projecto Lei 118 sobre a cópia privada, ao partilhar os peixes e pães, Jesus Cristo estaria a prejudicar irremediavelmente os pescadores e padeiros da Palestina, pelo que todas as pessoas que comprassem cestos deveriam pagar uma taxa adicional para entregar a uma associação daqueles profissionais.

Se isto parece absurdo, é porque a lei que o Partido socialista propôs é mesmo absurda.

Se algumas pessoas copiam músicas e filmes utilizando discos ópticos e magnéticos porque diabos terão todos os utilizadores de discos magnéticos e ópticos que pagar uma taxa adicional, proporcional à capacidade de armazenamento?

E todos os outros que usam os sistemas de armazenamento para fins diferentes? Têm que pagar a mais pela incompatibilidade entre o modelo de negócios dos produtores de conteúdos e a realidade tecnológica em que vivemos?

Convém não andarmos distraídos. ;-)

Leituras adicionais sugeridas:


Nota: a ideia da comparação do #PL118 com o milagre da multiplicação foi inspirada num post de alguém no facebook, que infelizmente não consegui encontrar de novo e por isso não sou capaz de lhe dar o devido crédito, pelo que lhe peço antecipadamente as minhas desculpas.