quarta-feira, 17 de setembro de 2008

GWT - Afinal sempre é possível fazer as coisas simples

Nas últimas semanas tenho andado a estudar e experimentar o GWT. É uma agradável surpresa.
Depois de ter passado pelo JSF e afins sinto finalmente que alguém decidiu dar um murro na mesa e dizer : 
Mas porque é que estão com complicações ? Existe um lado que é interface e corre no cliente e outro que corre no servidor e um mecanismo simples que permite comunicar facilmente entre os dois.

É certo que ainda não tenho nenhuma aplicação feita por mim em produção. Mas a este ritmo e com a confiança com que estou na ferramenta acho que lá irei chegar rápidamente.

Os conceitos são simples:
  • A programação é feita em Java de forma muito similar ao swing.
  • As componentes visuais programadas podem ser ligadas às tag(s) do html, permitindo aproveitar trabalho já feito ou programar no editor de html preferído.
  • Compila-se o java e a ferramenta gera JavaScript para o browser específico.
  • As componentes de servidor são "apenas" rpc(s) para as quais se disponibilizam formas fáceis de comunicação (conversão de objectos java em javascript, xml ou json).
  • Os pedidos de execução no cliente a componentes no servidor são assincronos. Ajax simples :-).
Sinto a falta de um editor visual.  Não existe nada "free" mas já andam por aí produtos comerciais baratos.
Seja como for é bastante fácil de fazer "à mão".