sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Lotus Symphony - Nem a IBM usa



Uma das curiosidades do IOD em Las Vegas foi perceber até que ponto dentro da IBM se usa ou não a teoria do "Eat you own dog food".

A conclusão foi de que não o fazem. Seria de esperar que tendo lançado o Lotus Symphony, os técnicos da IBM o utilizassem como ferramenta nas suas apresentações.
Mas não. Usam powerpoint e as apresentações são depois distribuídas neste formato !. Nem sequer usam o open office e o formato que eles próprios ajudaram a standardizar na ISO.

Quando a IBM anunciou o seu envolvimento no open office eu aplaudi. Acho que é o caminho para se conseguir que não exista um monopólio neste tipo de aplicações. Ainda por cima sem a necessidade de envolvimento dos governos, mas sim com ajustamento do próprio mercado.

O Lotus symphony é baseado no open office e por isso pensei logo em experimentar. Fiz o download e ao experimentar fiquei decepcionado. Fui ler na internet e percebi. É que e baseado numa versão 1.x do open office.
Ora o grande salto de funcionalidade foi para a versão 2.

Teria talvez sido melhor atrasar o lançamento e fazê-lo já com o symphony baseado na versão 2 do open office. É que desta forma perdem todo o impacto do lançamento efectuado criando uma enorme decepção.