segunda-feira, 11 de junho de 2007

[Causa perdida] Como ler correctamente um endereço de correio electrónico


Este é um post absolutamente inútil.

Mas tenho que confessar que não consigo deixar passar nem mais um dia sem me insurgir contra este hábito de misturar unidades de peso com o correio electrónico, que é pela sua natureza, praticamente imponderável.

De que se trata? Da história da arroba!

Recapitulemos: o dicionário diz-nos que "arroba" é uma unidade de medida de origem árabe, antigamente usada nos países ibéricos e suas colónias que corresponde a 14,4 Kg ou 11,3 Kg (consoante estivéssemos num país de influência portuguesa ou espanhola, respectivamente). Na escrita corrente, a arroba abreviava-se com o símbolo "@".

Entretanto, os anglo-saxónicos, que não pesavam as mercadorias em arrobas mas libras e coisas do género, usavam este símbolo para outras coisas. Quando os primeiros construtores de computadores seleccionaram um restrito conjunto de símbolos para serem codificados optaram, inteligentemente, por símbolos que lhes davam jeito. E o "@" lá estava. Mas eles não lhe chamavam arroba. Chamavam-lhe "at" (trad.: em).

O símbolo @ (at) foi usado, em informática, para diversas situações, das quais se destacam:
  • Na linguagem de programação BASIC, uma da primeiras a ser inventada, o símbolo "@" era usado para posicionar o cursor antes de escrever no écran (exemplo: @10,10 print "Hi!")
  • Na linguagem SQL, standard de acesso a bases de dados relacionais, pode-se usar um endereçamento com ":" e "@" para consultar bases de dados remotas, residentes noutras máquinas (exemplo: SELECT ... FROM tab1@bd2:mach3)
  • No correio electrónico, os utilizadores têm endereços compostos pelo seu nome e o domínio em que se inserem, separados pelo caracter "@" (exemplo: antonio.silva@patiodascantigas.pt)

Como se pode ver, o símbolo @ só tem uma tradução possível em informática: AT = EM. (Em: prep. que indica lugar, tempo, modo, causa, fim e outras relações)

Agora vejamos a leitura de um endereço de correio electrónico vulgar.

Como se deverá ler "ecadequeiroz@gazeta.pt"?
  • Eça de Queiroz arroba Gazeta de Portugal, ou...
  • Eça de Queiroz em Gazeta de Portugal?
Como dizem os anglo-saxónicos: it's a no-brainer!

Resumindo: o correio electrónico não tem peso, nem em quilos nem em arrobas! :-)

[este post foi reeditado após as pertinentes observações do António Mota e a consulta mais aprofundada da wikipedia sobre este assunto]