sábado, 23 de junho de 2007

Martin Fowler - Vale a pena desenhar bem o software ?


No seu Bliki, Martin Fowler tece considerações acerca da validade do desenho no software.

Quem desenvolve software já várias vezes foi colocado perante o problema de consumir tempo em especificações e desenho versus conseguir mostrar algo a funcionar muito rapidamente ao cliente.

Martin Fowler apresenta a sua teoria com um gráfico (a que chama pseudo gráfico por não ser derivado de algo efectivamente medido) de onde facilmente se percebe que o desenvolvimento "sem desenho" compensa nas fases iniciais de um projecto, mas que, a longo prazo irá reduzir muito a produtividade e facilidade de alteração. À linha onde se cruzam a adição de funcionalidades ao longo do tempo com e sem desenho chamou "design payoff line".

Penso que é na determinação desta linha para o nosso projecto em concreto que está o segredo para perceber se devemos ou não avançar e desenvolver ou consumir tempo a fazer um desenho cuidado do sistema.

Mais à frente Martin confirma o que eu já à muito suspeitava : trata-se de grandezas de difícil (se não impossível) medida.
Posto isto, mais uma vez concluo que se trata de uma decisão típica de gestão (neste caso de projectos) em que a experiência e bom senso do decisor será determinante na escolha da estratégia adoptada.

No seu exercício faz algo que não é comum ver na nossa indústria : apresenta as coisas em que acredita como hipótese e de seguida explica porque razão as assume como axiomas.

Decididamente um artigo a ler.