terça-feira, 19 de junho de 2007

IBM foi outra vez às compras

Agora comprou a telelogic, empresa Sueca que se dedica à construção de ferramentas para gerir o ciclo de vida do desenvolvimento de software.

Através de uma rápida análise ao portefólio de produtos, conclui-se facilmente que estes são claramente redundantes (salvo raras excepções) com os análogos da IBM.

Sem qualquer espanto, a companhia será integrada na divisão Rational.

Embora a IBM não tenha ainda efectuado qualquer declaração, a actual política leva-nos a pensar (esperar) que os produtos actuais serão mantidos e será iniciada uma política interna de transferência de know-how entre as equipas com produtos similares.

Esta aquisição é mais um sinal de que a IBM quer liderar no mercado do software e começar por baixo : infraestrutura, ferramentas, gestão dos processos de desenvolvimento. Um pouco contrário à política de alguns dos seus grandes concorrentes que têm vindo a apostar em expandir-se para o mercado das aplicações.

3 comentários:

  1. Isso é mais um passo da IBM para nos dar música. Ao fim ao cabo, como diz o artigo, "(...)is open, but not open source"!

    ResponderEliminar
  2. Penso que é mesmo por baixo que se tem de ir.
    Do lado do hardware estamos a assistir a uma revolução em termos do paradigma principal de hardware com os processadores multi-core.
    Do lado do utilizador cada vez existem mais exigências, a nível de usabilidade, tempo de execução da tarefa, etc.
    A infraestrutura actual não é adequada para resolver estes problemas.

    ResponderEliminar
  3. António : Estas a confundir com o projecto Jazz da IBM.
    Concordo com o Vasco. A IBM está a tentar criar uma infraestrutura de desenvolvimento que se conseguir lhe dará uma enorme vantagem competitiva a desenvolver software.

    ResponderEliminar